Home Publicação “Quero garantir total direito do trabalhador”, diz Temer em balanço do 1º...

“Quero garantir total direito do trabalhador”, diz Temer em balanço do 1º ano a frente da Presidência da República

Em evento no Palácio do Planalto para marcar um ano de governo, o presidente Michel Temer disse hoje (12) que o diálogo com o Congresso Nacional tem sido diferencial de seu governo, e é importante para a aprovação das reformas propostas. Temer disse que encontrou o país “com rombo milionário”, recessão econômica, altos índices de desemprego, inflação e juros altos.  O presidente voltou a defender a reforma trabalhista, que já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e está em tramitação no Senado.

“Tenho a honra e felicidade de liderar a travessia, e o farei. Foi tenso, mas o saldo é positivo. Já temos resultados concretos e ótimos motivos para mantermos confiança. O Brasil está retomando o caminho do crescimento. Agora é seguir em frente. A travessia é segura e, no segundo ano, teremos país reestruturado e eficiente”, disse o presidente.

Ao citar dados de que as empresas já estão identificando crescimento nas vendas “após 2 anos de conta no vermelho”, Temer reiterou que a reforma trabalhista vai possibilitar a abertura de mais vagas. “Quero enfatizar, falar em letras garrafais e em negrito: Quero garantir o total direito do trabalhador. A palavra mais suave que encontro é irresponsabilidade quando dizem que vamos tirar direito do trabalhador”, disse. “A Constituição assegura todos os direitos trabalhistas. Não haverá nenhum direito a menos para o trabalhador brasileiro””, acrescentou.

“A tarefa mais importante nos próximos dias será a de salvar a Previdência. Já avançamos com diálogo e bom senso. Não tenho dúvida de que conseguiremos aprová-la para evitar que o brasileiro fique sem a sua aposentadoria. Vamos avançar também na modernização tributária, de forma a simplificar e tornar os impostos mais justos”, disse.

Segundo o presidente, a liberação do dinheiro das contas inativas do FGTS está dando fôlego às famílias para pagarem dívidas, fazer investimentos e compras. “Foram mais de R$ 40 bilhões que já estão entrando na economia. Há pouco estive em uma agência da Caixa. Constatei a alegria e a satisfação com que as pessoas sacavam. Registro que às 9h10 recebi a informação de que, em 10 minutos, 242 mil trabalhadores já haviam comparecido às agências”.

Repórter Ceará – Agência Brasil (Foto: Beto Barata/PR)

Deixe seu comentário:

Please enter your comment!
Please enter your name here