Home Geral Governo autoriza uso da Força Nacional no 7 de Setembro

Governo autoriza uso da Força Nacional no 7 de Setembro

Cerimônia de entrega de itens de segurança para 23 estados e o Distrito Federal. Os bens, que fazem parte do acervo da Força Nacional de Segurança Pública.

O governo federal autorizou o uso da Força Nacional no feriado de 7 de Setembro — Dia da Independência — em Brasília. O objetivo é dar apoio na segurança do desfile cívico-militar, marcado para começar às 9h de quinta-feira, 7.

A celebração deve durar cerca de duas horas e contará com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), entre outras autoridades. A expectativa do governo para o público é de 30 mil pessoas.

Segundo a portaria, a Força Nacional trabalhará em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF). A quantidade de pessoas escaladas ainda não foi divulgada.

A função da força será “auxiliar na proteção da ordem pública e do patrimônio público e privado, da União e do Distrito Federal”.

A portaria foi assinada pelo ministro da Justiça, Flávio Dino, e publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 5.

A Força Nacional de Segurança Pública foi criada por um decreto em 2004 e constitui um programa de cooperação entre os estados brasileiros e o governo federal. Não fazem parte integrantes das Forças Armadas.

O grupo é composto por policiais militares, bombeiros militares, policiais civis e profissionais de perícia dos estados. Ou seja, os integrantes da força não são funcionários do governo federal, mas agentes de segurança dos estados que são selecionados pela União e passam por cursos de instrução.

O Governo do Distrito Federal (GDF) tem discutido, junto a outras instituições, a segurança da capital federal no 7 de Setembro. Com isso, foi montado o Gabinete de Mobilização Institucional, que reúne agentes da SSP-DF, da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

O ministro Flávio Dino afirmou, na segunda-feira, 4, que há um “clima de tranquilidade” para as comemorações. Ele disse que as forças de segurança já estão trabalhando para evitar ataques como os registrados em 8 de janeiro.

Segundo apuração do analista Gustavo Uribe, o Exército brasileiro vai mobilizar 17 mil militares para os desfiles. Apenas na capital federal, o contingente estimado é de 2 mil militares. Os acessos à capital federal são monitorados pela Polícia Civil e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A celebração deve custar pouco mais de R$ 3 milhões aos cofres do governo federal – cerca de R$ 300 mil a menos do que foi gasto pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no ano passado.

Repórter Ceará – CNN

Deixe seu comentário:

Please enter your comment!
Please enter your name here